Oque fazer quando ocorre o extravio, dano ou furto de sua bagagem ?

  • 0

Oque fazer quando ocorre o extravio, dano ou furto de sua bagagem ?

A ideia de perder a mala no começo ou no final da viagem é assustadora! Para evitar que isso aconteça, preparamos dicas valiosas para você se prevenir enquanto planeja seu passeio. Mas se a bagagem não chegar ao destino, não se desespere. Deixe anotado o que fazer para reaver seus pertences ou tomar as providências necessárias caso isso aconteça.
Antes de tudo, viaje preparado para emergências. Carregue na bagagem de mão uma muda de roupa limpa, agasalho e itens de primeira necessidade.

O que fazer se sua mala for extraviada?

  • Como alguns procedimentos de desembarque podem ser alterados de última hora, confirme nos painéis do aeroporto que você está no setor de retirada de malas referente ao seu voo e que todas as bagagens daquele voo já foram colocadas na esteira;
  • Caso você não encontre suas malas na esteira, tenha em mãos o comprovante de despacho da bagagem e procure imediatamente a empresa responsável pelo transporte para registrar a reclamação e pedir providências – guarde o protocolo de atendimento. Caso não consiga verificar na hora, registre a ocorrência via e-mail pelo SAC da empresa ou presencialmente em até 15 dias após o desembarque.
  • Se sua bagagem não for localizada no aeroporto e devolvida, pode ser que ela tenha ido para o destino errado – a companhia terá essa informação para você. Assim, a empresa deve providenciar uma compensação financeira para seus gastos de primeira necessidade e devolver a bagagem no endereço que você informar;
  • Se ela não for localizada, ainda assim a empresa deve providenciar uma compensação financeira para seus gastos de primeira necessidade. A partir da data de desembarque, ela tem 21 dias (voos internacionais) ou 30 dias (voos nacionais) para encontrá-la. Caso isso não ocorra, você deve ser ressarcido também por este motivo, de acordo com convenções estabelecidas pelo Código de Defesa do Consumidor. Para buscar indenização pelos danos sofridos, procure o Procon e o Poder Judiciário. Caso a mala seja encontrada posteriormente, ela deve ser devolvida no endereço que você informar.

O que fazer se sua mala for danificada, violada ou roubada?

  • Com o comprovante de despacho da bagagem em mãos, procure imediatamente a empresa responsável pelo transporte para registrar uma reclamação e pedir providências – guarde o protocolo de atendimento. Caso não consiga verificar na hora, registre a ocorrência via e-mail pelo SAC da empresa ou presencialmente em até sete dias após o desembarque;
  • Em seguida, procure a autoridade policial local para registrar a ocorrência;
  • Em caso de viagens de avião, se você se sentir lesado com o encaminhamento dado pela companhia aérea, procure a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e apresente o protocolo de atendimento daquela reclamação que você fez. O órgão público verificará a necessidade de punições administrativas, o que não significa providenciar a indenização;
  • Para buscar indenização por eventuais danos sofridos, procure o Procon e o Poder Judiciário.

Como prevenir furtos ou extravios

  • Antes de sair de casa, observe a cor das suas malas. Prefira bagagens com cores diferentes das comuns (preta e marrom), para encontrá-las mais facilmente. Use lenços, fitas ou cadarços coloridos para diferenciá-las;
  • Retire adesivos de voos antigos para garantir que elas sejam enviadas para o destino correto;
  • Identifique-as com etiquetas (uma por dentro e outra por fora), informando nome, endereço, e-mail e telefone (coloque sempre o código do país e do estado em que mora);
  • Guarde objetos de valor somente na bagagem de mão, como joias, eletroeletrônicos, dinheiro e documentos;
  • Tranque suas malas com cadeado;
  • Se desejar, contrate um seguro, que garante reembolsos em caso de extravio definitivo de malas, ressarcimento de despesas emergenciais por demora na localização da bagagem, entre muitas outras facilidades;
  • Em caso de viagens aéreas, faça seu check-in cedo, para que haja tempo suficiente de sua mala ser despachada. Se houver conexões na viagem, evite voos com pouco intervalo de tempo entre eles;
  • Ao despachar sua bagagem, guarde sempre consigo o comprovante de despacho;
  • Se possível, escolha assentos próximos à saída do veículo e agilize seu desembarque para retirar logo suas bagagens e evitar extravios, furtos ou que outros passageiros as levem por engano;

Caso algum desses imprevistos aconteça com você, mantenha a calma e lembre-se: Seja qual for o meio de transporte utilizado, a companhia aérea, rodoviária ou marítima é uma prestadora de serviços. Assim, ela é responsável pelas malas despachadas desde o momento do check-in até você retirá-las no destino final.

Em caso de ocorrências, procure a empresa de transporte contratada e, se necessário, o Procon da sua região.

Faça uma Ótima Viagem!
Ecotour mais você.


  • 0

Bagagem, como despachar nos aeroportos ?

Entre as dúvidas que aparecem na hora da primeira viagem de avião – ou mesmo entre passageiros mais experientes – se refere ao que se pode ou não levar na bagagem.

  • O que é bagagem despachada?

São as malas maiores, que vão no bagageiro do avião. Elas são entregues na hora que você faz o check-in no aeroporto de embarque e são devolvidas ao passageiro na chegada. Quando o passageiro despacha a mala, ele recebe um comprovante, que deve ser guardado para conferência ou no caso da mala se extraviar (não chegar no destino). Chegando ao aeroporto de destino, o passageiro deve ir à esteira de seu voo e aguardar sua mala. Quando ela chegar, confira a etiqueta com o seu nome, pois pode haver malas iguais à sua. Adesivos, plásticos ou etiquetas de viagem com seu nome e telefone são boas formas de evitar a troca de malas.

  • Em voos com conexão, onde pego a bagagem despachada?

Esta é uma dúvida muito comum e não há uma regra fixa. Na hora do check-in, a companhia aérea informa ao passageiro onde ele irá retirar a mala. Normalmente é no aeroporto do destino final, mas há casos em que se retira na conexão para se despachar novamente.

  • Qual o limite de peso e malas que posso despachar?

Essa informação estará em sua reserva ou no site da companhia. Se não encontrar, você pode ligar para a empresa para questionar. De uma forma geral:
Voos nacionais  – Nas aeronaves com mais de 31 assentos, cada passageiro (adulto ou criança) tem direito a 23 Kg de bagagem(franquia de bagagem) de acordo com a legislação brasileira. Pode-se despachar mais de um volume (mala, mochila, pacote, etc.) , desde que o peso total não exceda esse limite. Caso o peso ultrapasse a franquia, o transporte de sua bagagem ficará sujeito à aprovação da empresa e a cobrança de taxa por excesso de peso. Artigos esportivos em geral (prancha de surfe, bicicleta, etc), instrumentos musicais e outros tipos de bagagem especial deverão ser incluídos na franquia.

Na franquia por peso, cada passageiro terá direito a  transportar bagagens que não excedam, no total:
– 40 kg na primeira classe.
– 30 kg em classe intermediária.
– 20 kg em classe econômica.
– 10 kg para crianças de colo, que não estejam ocupando assento.
Esteja atento para não passar os limites, pois isso acarreta o pagamento de taxas. Além disso, não se esqueça que em voos domésticos – no Brasil ou no exterior, a quantidade é sempre menor.

  • O que é bagagem de mão?

Além da bagagem despachada, o passageiro tem direito a levar consigo uma bolsa, mala ou mochila com pertences pessoais e itens de valor, como dinheiro, aparelhos eletrônicos, remédios, etc. É a chamada bagagem de mão. Na hora do check-in, essa bagagem pode ser pesada ou medida pela companhia, conforme os limites estabelecidos pela lei. Depois, no momento do embarque e na chegada a outros países, ela passa por raio-X e pode ser inspecionada pela polícia. A bagagem de mão deve ser acomodada no compartimento de bagagem (acima da poltrona do avião) ou sob o assento. Vale destacar: dinheiro, documentos, aparelhos eletrônicos, jóias e demais itens de valor jamais devem ser despachados, mas sempre levados na mala de mão.

  • Qual o tamanho da bagagem de mão permitido? 

Os limites da bagagem de mão são definidos por critérios de segurança para atender ao peso máximo de decolagem do avião e ações preventivas de segurança a bordo. Em voos domésticos, a bagagem não pode ser maior que 115 cm (considerando altura + comprimento + largura) e o peso máximo é de 5 kg. Caso exceda essa especificação, a companhia aérea poderá exigir que a bagagem não viaje com você e seja despachada. Muitas vezes há uma guia de metal no aeroporto, para a medida da mala.

  • O que posso levar como bagagem de mão?

Segundo a Anac, você pode levar:
1) Uma bolsa de mão, maleta ou equipamento que possa ser acomodado embaixo do assento do passageiro ou no compartimento próprio da aeronave na cabine;
2) Um casaco, sobretudo, manta ou cobertor;
3) Um guarda-chuva ou bengala (não pontiagudos);
4) Máquina fotográfica, laptop ou binóculos;
5) Material de leitura para viagem;
6) Alimentação infantil para consumo durante a viagem;
7) Muletas ou aparelhos ortopédicos utilizados pelo passageiro.
8) Instrumentos musicais (desde que os mesmos possam passar pelos equipamentos de Raio – X nos postos de segurança);
9) Um carrinho de bebê dobrável, uma cesta ou um bebê conforto.

  • Posso levar líquidos, remédios e aerossóis em voos nacionais?

Sim, a restrição a eles vale somente para voos internacionais. Por motivo de segurança não podem ser levados arma (ou réplica) de qualquer tipo; objetos pontiagudos, cortantes ou de ponta arredondada que possam ser usados para causar ferimentos (alicates de unha, por exemplo); substâncias explosivas ou inflamáveis, químicas ou tóxicas que possam colocar em risco a integridade física de pessoas ou a segurança do avião.

Dicas importantes

  • Identifique sua bagagem para facilitar sua visualização na esteira da sala de desembarque. Adesivos, plásticos e etiquetas ajudam.
  • Não transporte bagagem que não seja de sua propriedade ou cujo conteúdo desconheça.
  • Evite despachar bagagens com objetos de valor, como: joias, dinheiro e eletrônicos (celulares, notebooks, filmadoras, etc). Se houver necessidade de despachar, declare o valor dos bens transportados ainda no check-in. Para isso, peça o formulário à empresa aérea, que se responsabilizará pelos bens declarados mediante taxa a ser cobrada no ato de confirmação dos bens. Consulte os valores com a companhia aérea.

Se tiver mais dúvidas sobre sua bagagem, você pode entrar em contato com a Anac por meio do site www.anac.gov.br ou da central de atendimento 0800 725 4445 (atendimento 24 horas por dia, todos os dias da semana).

Faça uma Ótima Viagem!
Ecotour mais você.